Páginas

domingo, 28 de setembro de 2014

“Lâmpada para os meus pés é a tua palavra, e luz para o meu caminho.” Sl. 119

Neste mês de setembro, celebramos mais uma vez como em todos os anos o Mês da Bíblia. Um mês onde nos dedicamos a refletir um pouco mais sobre a importância da Sagrada Escritura em nossa vida, na família em casa e na comunidade.
O Salmista apresenta a palavra divina como lâmpada e luz que está a iluminar nossos pés e nosso caminho. Podemos fazer uma simples reflexão sobre esta parte do salmo e nos questionarmos se, de fato, a Palavra de Deus é e tem sido, na minha vida, esta lâmpada e esta luz. Será que permitimos que a Palavra de Deus ilumine nossos passos no nosso dia a dia? Em nossa família, no trabalho, na vida de comunidade? Quantas e quantas vezes não permitimos que esta palavra ilumine nossos passos e nossos caminhos, e preferimos assim caminhar em meio a escuridão deste mundo, a escuridão da falta de amor e da falta de caridade. Quando distantes da Palavra de Deus, nosso caminho se torna escuro e nele não enxergamos o irmão no qual Cristo sofre e padece. A palavra divina é esta luz, que, iluminando nossos passos e nosso caminho, nos aproximade nossos irmãos nos fazendo enxergar o Cristo sofredor em seus rostos sofridos e esquecidos nas sombras e na penúria do mundo. Somente nos deixando iluminar pela palavra divina, caminharemos de maneira digna de sermos chamados de cristãos; caminhando à luz da Palavra de Deus, seremos também portadores desta luz com nossa vida e testemunho, na nossa casa, em nosso trabalho e na nossa comunidade.
Que, neste mês de setembro, não só reflitamos sobre a importância da Palavra de Deus em nossa vida, mas que saibamos nos comprometer com esta palavra viva e eficaz, e, nos deixando iluminar também, iluminemos a tantos irmãos nossos que ainda não provaram desta luz restauradora da Palavra. Busquemos meditar a Palavra de Deus, tornando-a presente em nosso viver, e assim com nossa vida e testemunho poderemos semear esta Palavra e acender a sua luz no coração das pessoas que nos rodeiam.  

Seminarista Estagiário Jackson Alípio Morais Nascimento

sábado, 27 de setembro de 2014

Bento XVI participará do encontro do Papa Francisco com anciãos e avós

Convidado pelo Papa Francisco, Bento XVI aceitou de bom grado participar do encontro-diálogo com os anciãos e avós, que se realizará neste domingo, dia 28 de setembro de 2014, na Praça São Pedro.
O Papa emérito estará presente das 9h30 às 10h30 locais, retirando-se antes da celebração da missa. A Rádio Vaticano estará transmitindo ao vivo – via-satélite, para todo o Brasil e demais países de língua portuguesa – tanto o encontro como a celebração eucarística, presidida pelo Papa Francisco, a partir das 3h20 deste domingo, horário de Brasília.

(Fonte: Site da Rádio Vaticano)

Brasil tem patronos dos Catequistas e dos Químicos

A Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos da Santa Sé confirmou São José de Anchieta como patrono dos catequistas do Brasil e o beato Francisco de Paula Castelló i Aleu como  patrono dos profissionais Químicos do Brasil. A decisão foi tomada atendendo ao pedido do arcebispo de Aparecida (SP) e presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), cardeal Raymundo Damasceno Assis, feito em julho de 2013.
Dom Damasceno alegou em sua solicitação a “veneração fervorosa e contínua” dada pelo clero e dioceses do país ao santo que “se dedicou ao ensino e à transmissão da catequese no território brasileiro” e ao bem-aventurado “que não hesitou doar a sua vida totalmente a Cristo”.

São José de Anchieta

Canonizado pelo papa Francisco, no dia 03 de abril de 2014, o chamado Apóstolo do Brasil é considerado pelo presidente da CNBB um modelo evangelizador e missionário. “Nos ensinou que o Evangelho, ao ser anunciado, deve ser inculturado, levando em conta a cultura das pessoas ao qual se destina”, disse dom Damasceno na ocasião da canonização.
Natural de Tenerife, nas Ilhas de Canárias, na Espanha, Anchieta nasceu no dia 19 de março de 1534 e chegou ao Brasil em 1553. Foi responsável pela criação do colégio de Piratininga no dia 25 de janeiro de 1554, que deu origem à cidade de São Paulo.
No decorrer de sua vida, o santo passou por lugares como São Paulo, Espírito Santo e Bahia propagando os ensinamentos do Evangelho. Faleceu na cidade de Reritiba (atual Anchieta, no Estado do Espírito Santo), em 9 de junho de 1597.

Beato Francisco de Paula Castelló i Aleu

Francês da cidade de Alicante, o beato nasceu em 19 de abril de 1914. Considerado mártir, Francisco Castelló foi condenado à morte por não negar sua fé católica. Em 1936, diante de um Tribunal Popular, respondia às perguntas dizendo com firmeza: “Sim, sou católico”. A relação com os químicos surge de sua formação em Química pela Universidade de Oviedo, no Principado de Astúrias, na Espanha.
Francisco de Paula Castelló i Aleu atuou em sua vida religiosa com pobres e trabalhadores. Faltando algumas horas para ser fuzilado, o beato escreveu uma carta a um amigo, padre Galán, entregando o seu “pobre testamento intelectual”, no qual havia um projeto de “compressor de amoníaco”.
São João Paulo II foi o responsável pela sua beatificação, em 11 de março de 2001. Em sua homilia, ressaltou o testemunho de mártir. “Ofereceu a sua juventude em sacrifício de amor a Deus e aos irmãos”, disse João Paulo II.
(Fonte: CNBB)

Papa Francisco propõe dia de oração pelo Sínodo dos Bispos

Há poucos dias do início da 3ª Assembleia Geral Extraordinária do Sínodo dos Bispos sobre a Família, marcada para o período de 5 a 19 de outubro, no Vaticano, o Papa Francisco convoca as comunidades para o "Dia de Oração" pelo Sínodo. Este momento será realizado no dia 28 de setembro, com a participação de dioceses, paróquias, comunidades, institutos, movimentos, pastorais e associações.
A Assembleia Extraordinária reunirá bispos de diversas partes do mundo, sacerdotes, especialistas, estudiosos, casais, que irão colaborar   na reflexão sobre "Os desafios pastorais da família no contexto da evangelização". O Dia de Oração foi escolhido como forma de estabelecer a comunhão, neste momento considerado importante na vida da Igreja, tratando-se do Sínodo. Orienta-se que a oração sugerida seja rezada nas celebrações eucarísticas e em outros momentos celebrativos.

ORAÇÃO À SAGRADA FAMÍLIA PELO SÍNODO

Jesus, Maria e José
em vós nós contemplamos
o esplendor do verdadeiro amor,
a vós dirigimo-nos com confiança.
Sagrada Família de Nazaré,
faz também das nossas famílias
lugares de comunhão e cenáculos de oração,
autênticas escolas do Evangelho
e pequenas igrejas domésticas.
Sagrada Família de Nazaré,
nunca mais nas famílias se vivam experiências
de violência, fechamento e divisão:
quem quer que tenha sido ferido ou escandalizado
receba depressa consolação e cura.
Sagrada Família de Nazaré,
o próximo Sínodo dos Bispos
possa despertar de novo em todos a consciência
da índole sagrada e inviolável da família,
a sua beleza no desígnio de Deus.
Jesus, Maria e José

escutai, atendei a nossa súplica.